DJ e produtor ítalo-brasileiro, apontado como o 9º mais tocado do mundo em 2020, se apresentou em série de lives organizada pelo festival Snowland

As montanhas nevadas da cidade de Livigno, na Itália, foram palco para uma apresentação de tirar o fôlego de Leandro da Silva. O artista ítalo-brasileiro, que em 2020 foi apontado como o 9º produtor mais tocado do mundo pelo Top 101 Producers do portal 1001Tracklists, protagonizou na última semana uma livestream de tirar o fôlego em uma cabine no mínimo inusitada para o festival italiano Snowland, que neste ano foi cancelado por conta da pandemia de covid-19. Afaste os móveis da sala, aumente o som e assista agora mesmo aqui.

No set de uma hora, Leandro da Silva esbanja animação. E não podia ser diferente, pois no dia da gravação a temperatura era um desafio. “Estava muito frio, 12º abaixo de zero. Mesmo eu aqui na Europa não estou acostumado, porque Roma, onde moro, é uma cidade bem quente. Foi uma experiência muito louca, por estar dentro de um snowcat (veículo especial para andar na neve) nas pistas de ski fechadas. A seleção suíça de ski treinava e foi muito legal poder apresentar um set em uma locação tão inusitada”, conta Leandro, que vem de uma série de excelentes lançamentos que o colocam como um dos principais nomes da música eletrônica brasileira na Europa.

Mostrando muita desenvoltura e faro apurado para montar sets cheios de energia, o DJ e produtor perfilou hits dançantes como seus recentes singles “Freedom”, lançada pela The Myth Of NYX, e “Get Lit”, sua estreia pela Hexagon, gravadora de Don Diablo, este ano. A apresentação também teve um gostinho especial para o artista, já que a Itália foi um dos países mais afetados pela pandemia de covid-19 e ainda hoje, após mais de um ano, sofre com restrições e a paralisação da cena eletrônica.

“Em uma fase que não podemos nos apresentar ao vivo para multidões, é importante se conectar com o fã e proporcionar a ele experiências digitais impactantes. É o único jeito que os fãs têm para continuar vendo seu trabalho, e consigo imaginar cada um colocando o som na própria casa e criando seu próprio festival. É muito valiosa essa ideia de se conectar através de um set”, finaliza, ressaltando a importância do digital para os artistas nesta fase.

Sobre Leandro da Silva

Carioca de nascença, Leandro da Silva levou sua carreira para a Itália, onde construiu uma base sólida ano após ano na cena house mundial. O artista, que figurou em 2019 na posição #139 do Top 150 da DJMag e agora escala para o posto #9 no Top 101 produtores da 1001Tracklists, carrega na bagagem tours que passaram por Tailândia, Vietnã, Índia, Japão, Brasil, Myanmar, Estados Unidos, Bahrein, Bali e Colômbia, além de costumeiramente excursionar por países europeus como Hungria, Bélgica, Holanda, Noruega e na própria Itália.

Fundador e A&R da Black Lizard Records, Leandro também coleciona lançamentos pela Spinnin’ Records, Altra Moda e Hexagon, além de uma série de hits que saíram por Big Beat – Atlantic Records, Warner Music, AFT:HRS, Armada e mais.

Deixe um comentário

CAPTCHA
Change the CAPTCHA codeSpeak the CAPTCHA code
 

Free website traffic