A experiente DJane e produtora Mary Mesk chega a um dos momentos mais importantes de sua carreira. O ano de 2020 foi um divisor de águas, onde Mariana Mesquita, nome por trás do projeto, pôde organizar seu tempo focado no estúdio e realizar dois de seus sonhos. Primeiramente, o lançamento do 1º álbum de carreira, “Living Places”, que possui 15 distintas produções inspiradas em locais da ilha de Ibiza, carregadas de mensagens em suas letras, que se conectam perfeitamente com as raízes da artista. Segundo, a criação de sua própria gravadora, a Mesk Records, podendo ter a liberdade de lançamentos, além de ser uma plataforma para outros artistas.

A questão central de ambas novidades na carreira de 5 anos de Mary Mesk estão relacionadas com a sonoridade do projeto e com o significado de cada track produzida. Mariana realmente entregou seu corpo e alma ao projeto, exprimindo sua verdadeira identidade, que busca as raízes em sua vivência em Ibiza durante o verão europeu e sua paixão à música eletrônica. “Ibiza sempre foi o destino que mais me atraiu, com a perfeita combinação entre música e natureza que faz meus olhos brilharem e meu coração bater mais forte. Resgatei minha essência sonora, que representa meu íntimo como artista. O álbum é a síntese de tudo que vivi e estudei, minha jornada como pessoa e profissional”, revela Mary Mesk.

A Djane e produtora trabalhou mais de 1 ano para produzir “Living Places”, que traz a temática do que não vivemos durante essa pandemia e o verão europeu que não aconteceu. Para celebrar, Mary realizou uma LIVE gravada na praia de Maresias, no litoral norte de São Paulo, apresentando as 15 músicas do álbum, com uma superprodução de tirar o fôlego assinada por Fabrizio Pepe. As tracks passeiam pelas timbragens de Techno Melódico, Progressive House e influências de Afro House. “Quis trazer o máximo de referências das timbragens que mais gosto e acredito serem o que as pessoas querem escutar para dançar. O álbum saiu mais rápido do que eu esperava, pois devido à pandemia, tive mais tempo para trabalhar nele. Todas as músicas estão dispostas de maneira a traçar uma rota aos “Lugares de Vida”, representando minha jornada com a música eletrônica”, conta Mariana.

Conecte-se com a essência de Mary Mesk e escute seu novo álbum, “Living Places”, lançado pela Mesk Records e surpreenda-se com a qualidade sonora dessa DJane e produtora. Disponível em todas as plataformas digitais.

A EXPLICAÇÃO DO ÁLBUM “LIVING PLACES”, POR MARY MESK:

PACHA
Nada é mais inspirador do que uma bela noite na Pacha, onde exatamente nasceu o ‘feeling’ que eu quis transmitir com o álbum. O primeiro clube que se estabeleceu em Ibiza, na década de 60, ainda durante a ditadura de Franco, na Espanha. Um empreendimento que não agradava em nada o governo na época e que lutou para chegar onde está. Essa, é minha singela homenagem a tudo que esse clube representa ao mundo e também em minha vida.

FOR THE SUN
Sabe aquele último raio de sol sobre o céu, aquele crepúsculo que faz você refletir? Essa é uma música em que me inspirei em momentos como este. O pôr do sol de Ibiza, unido às progressões dela, representam a gratidão e as reflexões. Ela ainda carrega referências às progressões melódicas do Tale Of Us e também elementos Afro-House.

HI SPACE
Inspirada nas singulares noites vividas por mim no Hï Ibiza, considerado hoje, um dos melhores clubes do mundo, localizado na Playa d’en Bossa, no mesmo lugar que durante 27 anos foi ocupado pela Space. A música tem uma linha bem única, mesclando uma roupagem Techno Melódico com Progressive House.

DARK PLACES
Introspectiva, é assim que posso definir essa música. Ela não é uma daquelas que você pula ouvindo na pista, mas sim, que embarca em uma viagem de autoconhecimento pessoal. É uma experiência do álbum que vou querer saber o que cada um sentiu ao ouvir, quais serão os sentimentos e sensações que essa progressão causará em cada ser humano.

EMPTY STREETS
A letra dessa música, que compus com meu namorado, é o elemento chave. Comecei a produção há 4 anos e quis dar a ela uma vibe mais “falada” do que “cantada”. Sua mensagem fala sobre almas gêmeas que se encontram espiritualmente durante a madrugada.

DC10
Se você acredita nos seus sonhos, você deve seguir firmemente em busca de suas realizações. Independentemente de opiniões adversas, nunca deixe que te digam que é impossível, porque impossível… é apenas algo que ninguém jamais fez.

ÉS VEDRÀ
Acredita-se que a ilha de És Vedrà, ao sudoeste de Ibiza, libera energia magnética que provoca fenômenos inexplicáveis. As progressões melódicas desta música me levam de volta à vibe deste lugar, uma atmosfera esotérica por conta de suas lendas e mistérios.

SANKEYS / PRIVILEGE / DOMENICUS / USHUAIA
As quatro músicas trazem elementos do Techno Melódicos mesclados ao Afro House, com uma acústica mais mística que lembram os afters de Ibiza, sendo eles em sunrises ou sunsets.

MARAT
Uma música progressiva, mais dinâmica que todas as outras deste álbum. A letra transmite a mensagem de que devemos viver o presente, porque o tempo passa muito rápido.

TAKE AWAY
Essa música já tem dois anos e, durante esse tempo, passou por diversas transformações, eu mesmo cheguei a pensar que ela jamais seria lançada, mas é muito difícil desistir de uma música. E foi assim, aproveitando toda a energia gerada pela produção e composição do álbum, que veio a inspiração para refazê-la e finalizá-la.

AMNESIA
“Oficina do Esquecimento”, é assim que este clube se intitula aos seus frequentadores. Um lugar para sair à noite, esquecer dos problemas e mergulhar em um mundo sem rotinas. Sendo esta, a principal mensagem que desejo transmitir com a música, que teve como principal referência as timbragens dos ucranianos ARTBAT.

COCOON
Com estilo mais percussivo, essa música faz referência aos ‘batuques’ que se assemelham muito aos encontros realizados em algumas praias de Ibiza, por moradores locais. Os elementos perfeitos que se destacam nessa faixa e fixam o ritmo na cabeça.

Deixe um comentário

CAPTCHA
Change the CAPTCHA codeSpeak the CAPTCHA code
 

Free website traffic