Comfort Club

Notícias

Vintage Culture retorna ao Laroc Club com duas noites seguidas em dezembro

Spread the love

A tradição continua, mas, em 2019, com uma novidade extra. Durante os últimos 3 anos, o Laroc Club encerrou sua agenda de aberturas com uma noite super especial. Vintage Culture fez história no clube com apresentações emblemáticas e SOLD OUTs em tempo recorde. Em 2019 não foi diferente, os ingressos esgotaram-se rapidamente.

Mas o Laroc escutou as preces dos fãs e resolveu abrir um outro dia extra para que mais pessoas possam ter a chance de viver esse momento único com Vintage no clube #25 do mundo. Sim, o Laroc abrirá no sábado, dia 07/12, como de praxe, mas também no domingo seguinte, dia 08/12.


Podemos esperar muita música de qualidade e convidados especiais. O que será que Luckas Ruiz está preparando para essa apresentação épica? A cada ano que passa, Vintage aumenta o número de horas de seu set no Laroc. Em 2016 foram mais de 5 horas para uma estreia inesquecível. Já em 2017, ele subiu para mais de 6 horas, batendo o recorde da casa. No ano passado, 2018, o set passou de 7 horas, mantendo a marca como set mais longo tocado no Laroc. Agora, somente os que já garantiram seu ingresso descobrirão o que lhes aguardam em 2019.

O primeiro dia, 07 de dezembro, já está sold out, mas ainda restam ingressos para o segundo dia, 8 de dezembro, que devem acabar muito em breve. Por isso, adquira seu ingresso, clicando aqui.

A história do Laroc cresceu junto com Vintage. Tudo começou em 2015 com o lançamento das versões como “Blue Monday” do New Order e “Another Brick in the Wall” de Pink Floyd, que logo começaram a viralizar na rede junto com suas versões de “Bete Balanço” do Cazuza e “Bidolibido” de Fernanda Abreu. A partir daí, Luckas ganhou uma legião de fãs que o seguem Brasil afora. Em 2016, emplacou o seu remix de “Drinkee” para a dupla Sofi Tukker, lançado pela Ultra Music, na posição #4 do chart Dance do Beatport e, mesmo depois de um mês de lançamento, manteve-se no TOP 10 com a mesma. Mas foi com “Wild Kidz”, lançada pela Spinnin Records, que Vintage Culture começou a ganhar reconhecimento internacional. A faixa entrou para o “Global Viral” do Spotify e recebeu suporte de Oliver Heldens, EDX e Sam Feldt. Em dezembro desse mesmo ano nascia a tradição “Vintage no Laroc”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: