Após lançar seu novo projeto “Pirate Snake”, Raul Mendes segue trilhando um caminho muito mais “leve” em sua carreira. Após quase 20 anos de estrada, o brasiliense resolveu se desprender de algumas coisas que nunca concordou, e o seu mais novo lançamento, “New Generation”, é um reflexo disso. Com vocais atuais, mas com uma estrutura bem genérica e funcional, a produção lançada pela Phouse Tracks baseia-se em uma sátira ao momento que o cenário eletrônico vive. 
“Há algum tempo eu venho observando a cena como um todo dando muita atenção para imagem, números de rede sociais, e o pior, todo mundo sabendo que é moleza burlar absolutamente tudo e que é prática comum. E o pior é que a molecada de hoje em dia já começa focada nisso. Parece que a música em sí não vale mais nada e que somente o Music Business é que prevalece”, desabafa Pirate Snake..

A mensagem por trás de tudo resume-se às gravadoras que se interessam somente pelos números dos artistas e ganham em cima da carreira dos mesmos, sem nem se importar se a música é boa. Claro que para muitos esse movimento faz parte da  profissionalização da cena de música eletrônica nacional. Mas o questionamento que Raul coloca é: Até que ponto isso tudo é válido? E ainda complementa: Perdeu-se a essência?

“A intenção dela não é parecer trash, mas sim gerar uma crítica ao momento que vivemos no cenário eletrônico. Há alguns anos, jamais faria algo do gênero por simplesmente temer a reação dos outros, mas hoje estou c*gando pra isso”, conta o DJ e produtor

Com quase 20 anos de carreira cheios de momentos inesquecíveis e marcantes, Raul Mendes lançou seu novo projeto de Tech House, Pirate Snake, em busca de novos desafios, basicamente começando do zero, tocando o que tem lhe dado prazer.

Entre os lançamentos mais recentes do DJ, estão: “Discotech”, com uma pegada Funky Soul e Disco; “Good Times”, em parceria com Kesia, em uma releitura grooveada de um clássico do R&B de 1979; e “Like Party”, colaboração com Röde pela HUB Records inspirada no synth da “We Like to Party” do Vengaboys e que recebeu o suporte de Diplo na última edição do Electric Zoo NY, e por fim, o mais recente lançamento, “Robotnik”, que foi montada 100% em cima da proposta de um vilão robótico mandando destruir o mocinho.
Confira esse polêmico lançamento de Pirate Snake e dê sua opinião sobre o tema envolvido na track. Clique aqui e escute “New Generation”.

Deixe um comentário

CAPTCHA
Change the CAPTCHA codeSpeak the CAPTCHA code