Amanhã, sexta (23), nos apps de musica sai o trabalho do Pedrosa DJ com a parceria de Salvador Santo e Leo D.

Beats & Beatniks é uma faixa inédita, em parceria com Salvador Santo e Leo D. A música é uma homenagem a cultura DJ, que tem sua origem na Jamaica, posteriormente se firmando em meio ao cenário hip hop norte-americano. Para dançar e pensar ao mesmo tempo. Pode? Claro que pode! Enquanto não for seguro aglomerar em uma festa presencial, faça sua pista em casa…

Ficha técnica
Voz e letra: Salvador Santo
Scratches e samples: Pedrosa DJ
Engenheiro de som, synths e samples: Leo D
Produzido por Pedrosa DJ
Mixado por Leo D
Gravado no Estúdio Mr. Mouse – Recife
Masterizado por Carlos Trilha no Órbita Studio – Rio de Janeiro
Distribuição: Tratore Em breve no formato vinil

Faça o pré-save aqui: https://tratore.ffm.to/beatsbeatniks

 

Pedrosa DJ

DJ open format, produtor musical, e operador de áudio brasileiro.

Em 2021 disponibilizou em todos os apps de música, e também no YouTube, o single Prelúdio do Baile. A música é um spoiler do álbum feito de forma colaborativa, entre o DJ e Produtor Pedrosa DJ, e alguns dos músicos mais talentosos do Brasil. Quando lançado, além do formato digital, ganhará edição em vinil.

Em 2020 juntamente com a banda Mundo Livre S/A disponibilizou em todos os apps de música, no YouTube, e também em vinil, a canção Meu Esquema (Rio Doce / Piedade Mix). O lançamento é uma parceria dos selos Rio Doce Piedade Mix e HOTMAMA.

Em 2017 recebeu Moção da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, pelos serviços prestados ao longo dos anos, e por ocasião do Dia Internacional do DJ – reconhecido pela Unesco desde 2002. Iniciativa do Vereador Marcelo Arar e do DJ Saddam.

Foi um dos Music Directors dos Jogos Olímpicos Rio 2016, fazendo parte do time escalado para cuidar da programação musical das competições oficiais.

Em 2015 discotecou no Rock in Rio, fazendo parte da programação do camarote da operadora Oi.

Em 2014 fez a trilha sonora ao vivo para o Filme “Berlin: Sinfonia de Uma Metrópole”, como parte da programação da Mostra de Cinema Silencioso, no clássico Cinema São Luiz, no Recife, como lotação total do lugar.

Pedrosa faz parte do casting da cult.cartel, agência de artistas atuante na Europa. Em 2013 fez sua primeira incursão europeia e tocou na Espanha e Suíça.

Em 2012 fez parte da programação da Virada Cultural Paulista pela segunda vez. Em 2010 também fez parte da programação do evento, sendo o único DJ e Produtor do Nordeste na Virada, organizada pelo Governo do Estado de São Paulo.

Em 2010 Pedrosa assinou a produção musical para o prêmio Orilaxé, organizado pelo Afroreggae.

Produziu o disco CAFÉ PRETO, lançado pelo selo LOOP PLAY DISCOS. O trabalho foi feito em parceria com o músico e engenheiro de som PI-R, traz faixas inéditas inspiradas em ritmos jamaicanos como dub, reggae e ragga e revela a versatilidade de Cannibal, vocalista e baixista da banda Devotos, expoente do punk-rock pernambucano.

Entre suas produções estão, versões, remixes, e faixas autorais. No currículo trabalhos para Academia da Berlinda, Mundo Livre S/A, Sergio Mendes – a convite da gravadora Universal Music – entre outros.

Assina a direção artística do álbum TRANSFORMER. O disco é reconhecido como expressão do potencial criativo do remix, nesse caso, com releituras originais de expoentes da cena pernambucana daquele período. A compilação foi lançada em 2006, no Brasil e no Japão, com distribuição da Tratore.

A atuação de Pedrosa se situa no universo eletrônico e, embora suas contribuições mais recentes abranjam mais classificações, conserva a verve do DJ de House, com a mesma curiosidade e dedicação presentes em seus primeiros dias, no início dos anos 1990 da Recife pré-manguebeat, cena em que, inclusive, colaborou e se desenvolveu.

 

Deixe um comentário

CAPTCHA
Change the CAPTCHA codeSpeak the CAPTCHA code
 

Free website traffic